x

Juíza argentina é investigada após beijar homem condenado pelo tribunal

Por Lucas Sousa em 06/01/2022 às 15:24:35

Uma ju√≠za da Argentina foi gravada por c√Ęmeras de seguran√ßa dando um beijo em um homem condenado à pris√£o perpétua por ter matado um policial na sala de visitas de uma penitenci√°ria na cidade de Trelew, no sudeste do pa√≠s, segundo o jornal La Nación.

O Superior Tribunal de Justi√ßa do pa√≠s abriu um processo administrativo para decidir se vai punir a magistrada. O nome da ju√≠za é Mariel Su√°rez. Na hora de determinar a senten√ßa, no dia 22 de dezembro de 2021, a ju√≠za Su√°rez foi um voto divergente: ela foi contra a pena de pris√£o perpétua.

Ao ser perguntada sobre o beijo, a magistrada disse que toda a cena fez parte de um "trabalho acadêmico" que desenvolve, em colaboração com colegas internacionais.

Bustos era procurado da Justiça em 2009 e enfrentou policiais que tentaram capturá-lo. Ele matou um dos policiais, escapou e fugiu para o Chile, onde foi recapturado anos depois. Ele ainda cumpriu uma pena no Chile antes de ser extraditado para a Argentina.

Comunicar erro

Coment√°rios